(11) 3879-3879 | 0800 771 2468
sac@escritoriototal.com.br
Código: 3845

Marca: Facit Modelo: Facit C1-13 Referência: 3845



Enviar
Avise-me quando estiver disponível
Facit
Model: Facit C1-13
Product ID: 3845
Calculadora Facit C1-13 Antiga Fabricação 1957 Reformada

Calculadora Facit C1-13 Antiga Fabricação 1957 Reformada

 

O modelo C1-13 dos anos 60 tem o mesmo mecanismo do modelo TK em uma estojo fundido ligeiramente maior e mais angular. Este modelo continuou até o final da produção da calculadora, com a embalagem fundida substituída por plástico moldado.

 

A primeira calculadora com o nome Facit foi uma tipo Odhner feita em 1918 pela firma da Axel Wibel em Estocolmo. Em 1924, a companhia de Wibel foi comandada pelas Atvidaberg Industries, a qual adotou mais tarde o nome de Facit para todos seus produtos.

 

As calculadoras Facit são de três tipos principais: uma variedade de máquinas manualmente acionadas por manivelas; uma variedade girada manualmente com entrada de teclado como originada por Rudin em 1932 como o modelo T; e as máquinas calculadoras elétricas, com o primeiro modelo conhecido em 1934 como o modelo E.

 

Os modelos TK e EK, ambos introduzidos em 1936, foram equipados com o deslizamento do acoplamento do quociente (que dispensa a necessidade encher o dividendo com os zeros). O modelo semi-automático EA de 1939, caracterizou-se pela divisão automática e deslocamento automático ao multiplicar. Todos os modelos elétricos foram equipados com "a divisão batente" que trouxe o mecanismo a uma parada assim que o acumulador registrado zerasse ou carregasse em 9’s.

 

Em 1943 ocorreu a introdução do modelo NEA, o qual naturalmente era uma versão melhorada do EA. Com a introdução da série-N, as cores foram mudadas para verde.

 

Finalmente em 1945, o modelo ESA chegou, caracterizando a divisão automática e a multiplicação automática, seguido em 1949 pelo modelo ESA-0 com a limpeza geral do registro.

 

Modelos Facits tardios surgiram, começando com o modelo NTK de 1954, e o modelo com grande capacidade C 1-19. Foram construídos com estojos projetados por Sigvard Bernadotte, um membro da família real sueca.

 

Em seu novo design, o modelo NEK foi nomeado como CE 1-13; o NEA transformou-se em CS 1-13, e finalmente o modelo ESA-0 mudou seu nome para CA 1-13. O NTK foi chamado finalmente de C 1-13.

 

O desenvolvimento de calculadoras mecânicas Facit continuou bem na era eletrônica. A última máquina elétrica fabricada foi a CA 1-13. Sua produção foi interrompida em 1973. A última máquina manual produzida foi a C1-13, que foi manufaturada na Índia até 1982.

 

Bernadotte Facits mudou cores do verde (1954-57) para diferentes tonalidades de cinza (1957-67) na linha com as máquinas de escrever da companhia. De 1967 em diante, as máquinas apresentaram tampas plásticas com as cores branco, amarela ou preta.

 

Também interessante é o modelo CM 2-16 de 1959, com uma versão elétrica em 1962 chamada CA2-16. Ao contrário de seus predecessores, a série C 2 usava a disposição do teclado padrão. Em anos anteriores tinham as tampas plásticas brancas e foram chamadas de Facit 1004 e 1007. A série foi interrompida em 1973.

 

A primeira calculadora eletrônica da Facit foi da série 1120, fabricada pela Sharp do Japão e introduzida em 1966. Dois anos mais tarde, em 1968, uma nova fábrica em Örsätter fora de Atvidaberg foi aberta, seu alvo era produzir uma calculadora eletrônica originalmente sueca. Mas estava já demasiada atrasada para ser competitivas com as máquinas japonesas. Cinco anos após a fusão com a Electrolux, toda a produção de calculadoras Facit foi interrompida finalmente em 1977.

 

Nos anos 50, os setores que passaram a liderar o crescimento econômico brasileiro foram os de bens de capital e de bens de consumo durável (siderurgia, metalurgia, química e automobilística), em detrimento dos setores tradicionais. Juiz de Fora esteve ausente dos grandes projetos de investimentos idealizados pelo Plano de Metas, sendo apenas beneficiada marginalmente com a instalação da Facit S.A. Máquinas de Escritório e da Becton Dickinson Indústrias Cirúrgicas Ltda., de capital internacional, sem alterar a tendência de decadência industrial da cidade. O capital local entrou num processo de falência, com várias indústrias tradicionais fechado suas portas e os novos empreendimentos não foram seguidos de similares, razão pela qual não possibilitaram a dinamização da estrutura produtiva da cidade.

Fonte: Museu Lorene                                                                                                                                          



Deixe seu comentário e sua avaliação



Características